03/02/2015

[Report] "XXX"APADA NA TROMBA - Freak n' Grind Fest, Lisbon Act‏ @ RCA CLUB - 24/01/15


Foi no passado Sábado que o RCA Club recebeu a segunda edição do festival "XXX"apada na Tromba! Se até hoje ainda não tínhamos ouvido falar deste festival, o erro não se voltará a repetir de certeza. Com um papel afixado na porta a dizer "Festa Privada - Esgotado", o acumular de conhecidos e grandes amigos ia-se começando a notar cada vez mais à entrada desta sala nos arredores de Alvalade. Mais entusiasmo do que aquele que era visto era impossível, pois avizinhava-se uma tarde e noite longas!
Clica em "ler mais" para a report completa, vídeos e anúncio da edição de 2016

Sem perder mais tempo, a banda do organizador Sérgio Páscoa - tomou o lugar de abrir esta 2º edição com a sua banda de Death/Grind, Shoryuken. "Sonic Boobs" foi uma das surpresas que a setlist nos trouxe, mas sem deixando para trás músicas já conhecidas pelo público, como "Shoryuken" e "Alice in snuffland". Quase no fim do concerto, duas raparigas da Trash Circus, surgem no palco com "pouca fatiota" e uns belos chicotes para apimentar o ambiente. A festa não podia ter começado de melhor maneira, a música não nos deixava ficar quietos, a sala estava a deixar os seus últimos espaços vazios, mas principalmente, as máscaras já começavam a surgir.

Os espanhóis Gorrinerch, foram os que se seguiram, e na minha opinião, foi o único concerto da noite que não fez com que o público ficasse realmente entusiasmado ao vê-los, tanto que muitas das pessoas saíram durante o concerto, mas de uma coisa não podemos reclamar... Foram sem dúvidas as melhores máscaras do festival, fazendo jus a músicas como "La Invasión de Los Ultrapuercos", " Prodido Sabe Mejor" e "Feto Al Espeto". O concerto pode até não ter surpreendido o público, mas não deixou com que a festa acalmasse um único minuto, e tenho que referir que embora fossem apenas dois elementos em palco, estavam bem servidos com quatro raparigas a dançarem tanto para eles, como para o público!

Analepsy, uma das bandas portuguesas que tem percorrido várias salas de Portugal, foram os que se seguiram, começando logo com "Neo-Born Virus". Agora sim, já se podia dizer que a sala estava mesmo cheia e que o público estava completamente aquecido, ao ponto de não conseguir parar. De todos os concertos que vi de Analepsy, na minha opinião este foi o melhor e nota-se que a banda tem vindo a crescer a olhos vistos! "Genetic Mutations" contou com a presença em palco do vocalista de Brutal Brain Damage, que não tardariam também a subir ao palco. "Colossal Human Consumption" e "Viral Disease" fizeram parte de uma setlist que não deixou o público descansar!


Os portugueses Brutal Brain Damage foram os que se seguiram a pisar o palco, com uma última prestação do baterista Pedro Perdigão, a banda de Ourém não se deixou afectar e continuou a festa! "Fried Brain", "Wild Cunt", "Scum On" e "Brain Soup" fizeram parte da setlist. O ambiente estava feito - sala cheia, raparigas com chicotes a meterem-se com o público, cervejas, saltos e empurrões a fluírem, mas principalmente, a sonoridade dos BBD permitia com que isto tudo continuasse. O concerto contou também com a presença de dois elementos de Analepsy em palco a partilhar o microfone, e com ainda mais máscaras a mistura!


Antes da pausa para jantar, ainda faltava uma última banda, os portugueses Raw Decimating Brutality, mais conhecidos como RDB. Começando com "A Massa Gretou-me a Mão" seguindo-se de músicas como "Napalm na Obra", "Megalitos" e "Calhau no Quintal", os RDB mostraram com tudo o que tinham que a pausa para jantar não era importante, principalmente para os mais famintos! O público aproveitou, não só os últimos minutos que restavam até a pausa para dar as suas últimas energias, como também era impossível não o fazer. A festa da primeira parte estava feita, mas ainda restava muito bailarico pela noite a fora.


Após o intervalo de jantar, que só serviu para descansar os pés e para encher a barriga para mais umas quantas horas de festa, estava então na altura da banda com o nome mais difícil de pronunciar, VxPxOxAxAxWxAxMxC. Começando com "Rancid Monstrosity", o RCA já se encontrava novamente cheio, ao contrário do que é habitual após um intervalo para jantar. "Gang Raped Acranius", "Slushy Baby Chainsaw Assfuck" e "Embryo's Orgasm" fizeram parte do concerto que iniciara a noite, e de que maneira! A banda Austriaca mostrou ao público português que mereciam continuar a pisar nos nossos palcos, e sem mais demoras, deixaram-nos logo preparados para o resto da noite, mas sem antes pedir para um dos membros do público subir ao palco e cantar uma música com os mesmos. Para mim, dos melhores concertos da noite!

Depois desta grande entrada por parte de VxPxOxAxAxWxAxMxC, eis que uma das bandas mais esperadas da noite ia subir ao palco, Jig-Ai! "Koi Throat Fuck" iniciou um dos concertos em que teve mais máscaras espalhadas pelo público. Não havia outra palavra a ser dita, festa era as única coisa que surgia na cabeça das pessoas naquele momento. "Bonsai Kukake", "Rest in Piss" e "Human Tofu" complementaram este concerto, que não deixou de todo o público português ficar quieto um segundo que fosse.

"Beyond The Freakish Scene" começou o concerto dos portugueses Grog, que como sempre fizeram-nos delirar do outro lado do palco, a cantar as músicas, a abanar o capacete e a mandar uns quantos empurrões. "Anal Core", "Gore Genome" e "Ass Sapiens". A esta hora da noite esperava-se que o público começasse a mostrar o seu cansaço, mas pelos vistos, essa palavra não existia, até porque as bandas não nos davam descanso!


 


Eis então que chegara a hora da última banda estrangeira subir ao palco, desta vez quem teria o papel de destruir o palco do RCA seriam os Prostitute Disfigurement. "She's Not Coming Home Tonight" e "Body To Ravage" compuseram a setlist de um dos últimos concertos da noite, e que sem dúvida já estava a acabar com as últimas energias que sobravam no público, mas a vontade para a festa era tanta, que ninguém conseguia parar, afinal XXXapada na Tromba, é só uma vez por ano, e umas dorezinhas nas pernas não seriam nada!

A noite já chegara ao fim, mas ainda havia tempo para mais um pouco de festa, desta vez por parte dos nossos tão conhecidos Serrabulho. Não há maneira de explicar aquilo que se viveu no RCA naquele momento, olhava-se para a cara das pessoas e sentíamos o cansaço mas ao mesmo tempo a felicidade e divertimento que estes emanavam! Com as suas fatiotas, os Serrabulho mais uma vez deram um concerto impossível de esquecer, principalmente com as nossas tão conhecidas músicas "Quero Cagar e Não Posso" e "Disgusting Piece Of Shit".

 

A festa estava feita, a cerveja estava bebida, as vozes estavam roucas, os braços e as pernas com negras e dores, mas de uma coisa toda a gente dizia "quem me dera que amanhã fosse assim de novo", e não é que assim será em 2016?
Para acabar esta Report, só queria referir a grandiosidade que foi este pequeno Fest, à muito tempo que não me divertia tanto num concerto. O ambiente foi de excelência e claro não posso deixar de referir as lindas meninas que andavam tanto pelo palco, como pelo público a sacudir os seus chicotes e fazer poses provocadoras. Só me resta dizer que em 2016 lá estarei de novo, e que quem não foi este ano, terá muitos razões para se arrepender disso!


Texto: Mariana Pisa
Foto: Joana Mendonça (todas as fotos aqui )


EDIÇÃO DE 2016 JÁ TEM DATA MARCADA // BANDAS ANUNCIADAS
Já foram divulgadas as bandas para a próxima edição do "XXX"APADA NA TROMBA, será realizado novamente em Lisboa no RCA CLUB, para 22 e 23 Janeiro 20016 - sexta e sábado.
A organização está mais uma vez a cargo da Live Wire - South Events que contará com a habitual colaboração da Trash Circus, ClubePrivado Almada Lisboa, Luta Sistemática, Arcadia Studios e outras entidades a revelar em breve.


Rotten Sound - Finlandia
Lividity - USA
Dead Infection - Polónia
Gronibard - França
Dead Meat - Portugal
Clitgore - Roménia
Bleeding Display - Portugal
Último Mondo Cannibale - Itália
Serrabulho - Portugal
Guineapig - Italia
Rato Raro Grindcore - Espanha
Analepsy - Portugal
Shoryuken - Portugal
Vagina Grotesca - Portugal
Extreme Retaliation - Portugal

Evento: https://www.facebook.com/events/788046347911866/

Pretende-se mais uma vez que não seja só mais um festival, mas sim um evento cujas características únicas, despertem no público o desejo que a próxima edição chegue o quanto antes.

Grind, Gore, Brutal Death, Tattoos, Body Piercing, Grande Ambiente, Club Fantástico, Fetish, BDSM, Suspensões, Festa, Baile, etc, etc...

Info: xxxapada.fest2016@gmail.com

A Luta Sistemática (lutasistematica@gmail.com) tem a seu cargo a organização da excursão a partir da Cidade do Porto.






Veja também: