20/12/2012

[Report] 2º Cameraman Metal Fest


Numa iniciativa para ajudar o mítico António Francisco Melão (mais conhecido por Cameraman Metálico) que tem passado por algumas dificuldades, Paulo Terruta da Silva e Rudy Sagres decidiram juntar-se e com o apoio do In Live Caffé, da revista Hard n'Heavy e da Live Zine, proporcionaram-nos este grande evento, que decorreu no In Live Caffé na Moita a 15 de Dezembro de 2012. Para tal contaram com a presença das bandas portuguesas Acid Lizard, Karbonsoul e Attick Demons, que abdicaram do seu caché habitual de modo a que a receita do evento pudesse reverter toda a favor do fotógrafo.


Com uma casa que não esteve cheia, mas que até esteve bem composta (cerca de 100 pessoas estiveram presentes), notou-se bem a solidariedade, o companheirismo e a alegria de todos os  presentes, bem como o dito espírito do Heavy Metal, e onde não faltou a amiga cerveja a acompanhar, velhos e novos amigos se reencontraram e fizeram deste evento uma festa, até porque um dos organizadores fazia anos nesse dia, Rudy Sagres, o que também acabou por ajudar a “fazer a casa”, para além do concerto que se iria seguir.
A primeira banda da noite foram os ACID LIZARD, banda formada em 2007 por João Medeiros, baixista e voz, e Bruno Filipe, vocalista e guitarrista da banda. Após várias trocas de elementos, neste momento a banda é composta pelos dois membros atrás referidos, por Vasco Esteves na guitarra e voz e Ricardo Espiga na bateria. Apesar de ser uma banda mais virada para o Rock do que propriamente para o Metal, foram uma boa escolha para o início deste evento. São uma banda com boa presença em palco que iniciaram a sua actuação com “Above the Sky”, primeira faixa do seu EP, gravado nos estúdios The Sanctuary na Califórnia. Segue-se “Fire at Will”, “Meco”, mais uma faixa do EP, “Unavailable”, “Junking Horse” e “Rapid Cycling”. 
Acid Lizard com Margarida Martins
Foi então que os Acid Lizard convidaram Margarida Martins (Ex-Bellenden Ker/Ex-Dead by Pregnancy) para subir ao palco, e com ela mostraram mais uma faixa do seu EP “Another Day”, seguindo-se “It Ain’t True” e  “For a Greater Good”. Mas foi com “Life” que terminaram a sua actuação. 
Karbonsoul
De seguida subiram ao palco os KARBONSOUL, banda de Death/Black/Doom Metal, que depois de uma pequena introdução, nos deram a conhecer o seu poderoso som pela voz de Muffy, que concilia, e bem, a sua voz limpa e natural com uma voz agressiva e gutural, com “Frozen Bodies”, faixa esta que faz parte de um Split CD editado pela União Metálica, “Concilium 13”. Apesar de algumas dificuldades motoras Muffy mostrou-nos o seu grande potencial e a sua postura profissional em palco, dificuldades estas, entre outras, que têm afastado a banda dos palcos, mas que apesar de tudo não os afastaram completamente e neste mês de Dezembro voltaram a actuar. Seguiu-se “Ashes” e a segunda faixa constante em “Concilium 13”, “The Siren”. É então que a banda composta por Muffy na voz, Rstein na guitarra, Rvid no baixo e Sir Nightfall na bateria chama ao palco o aniversariante da noite e um dos organizadores deste evento, Rudy Sagres, e para quê? Para nada mais nada menos, com a ajuda do público presente e das outras bandas, entoar o célebre “Parabéns a Vocês”. 
Sem dúvida que terá sido uma noite memorável para Rudy! Esta banda oriunda de Sintra já actuou por vários palcos nacionais, compartilhando-os com bandas tais como RAMP, DESIRE, KATHAARSYS (Espanha) e KELLS (França), actuando também em vários festivais, como por exemplo “Dark Summer Fest”, “Gaia em Peso” e “Street War Fest”, ajudando-os a melhorar a sua performance e a crescer enquanto banda, daí se estarem a preparar para lançar o seu EP de estreia que será intitulado de “3logy”. Para finalizarem a sua actuação os KARBONSOUL deram a conhecer “Bleeding Sorrow”, “Construction Through Destruction” e “Decadent Empire”.


 
E para finalizar a noite, ATTICK DEMONS! Desta vez pudemos ouvi-los em condições e apreciar bem o seu trabalho, ao contrário do que sucedeu no concerto em que foram uma das bandas de abertura para W.A.S.P. Para este evento a banda composta por Artur Almeida na voz, Luís Figueira, Hugo Monteiro e Nuno Martins nas guitarras, João Clemente no baixo e Gonçalo Pais na bateria, ofereceram-nos uma grande e bem constituída set list: quase que podemos dividir o concerto em três partes, sendo a primeira parte a apresentação do seu álbum “Atlantis” na sua totalidade, a segunda com três faixas do seu primeiro álbum “Attick Demons”, e uma terceira parte dedicada às bandas que influenciaram esta banda nacional, IRON MAIDEN, JUDAS PRIEST, RUNNING WILD e MANOWAR, com mais destaque obviamente para IRON MAIDEN. Assim sendo, e no que diz respeito ao álbum “Atlantis” e à primeira parte da sua actuação, podemos dizer que está um trabalho muito bem elaborado, com faixas bem construídas e que tiveram um grande apoio por parte do público, começando com “Back in Time”, com grande destaque para “Atlantis”, “City of Golden Gates” e “The Flame of Eternal Knowledge”, seguindo-se “Riding The Storm”, “Sacrifice”, “Meeting The Queen”, “In Memoriam” e “Listen to The Fool” (vídeo abaixo). No que se refere ao álbum “Attick Demons” podemos dizer que as faixas escolhidas são sem dúvida as mais apreciadas e entoadas pelo público: “Visions”, “Moonlight Walks” (faixa de bónus da edição japonesa) e “The Believer”. E agora a terceira parte, talvez uma das mais apreciadas e aderida pelo público, para começar “Aces High” de IRON MAIDEN com a participação especial do baixista João Sérgio Reis, representando os de IBERIA neste evento. 
Attick Demons com João Sérgio Reis (Ibéria)
De seguida “Breaking The Law” de JUDAS PRIEST, voltamos de novo a IRON MAIDEN com “The Trooper”, depois “Under Jolly Rogers” dos RUNNING WILD, “Fear of The Dark” de IRON MAIDEN e para finalizar “Metal Warriors” de MANOWAR. É de realçar que a voz de Artur Almeida é de tal modo parecida com a de Bruce Dickinson nos seus tempos áureos, e a performance da banda está tão equiparada à de IRON MAIDEN que se fechássemos os olhos mais parecia a banda original do que a que estava a tocar, e isso é sem dúvida um grande feito para esta nossa banda nacional.

Mas antes de se dar por terminado o evento foi a vez dos organizadores e apoiantes subirem ao palco e entregarem à vista de todos a receita do evento a António Francisco Melão, que agradeceu a todas as pessoas que organizaram, apoiaram e compareceram a este evento. 
 


Texto: Ana Margarida Santos
Fotos : Ana Margarida Santos / Nuno Santos
(clica aqui para ver mais fotos, na página no facebook)





Veja também: