01/11/2011

Reportagem: Moonspell - Incrível Halloween


O Incrível Almadense esgotou para uma noite de Haloween na presença de Moonspell. A banda tem mantido a tradição de nos últimos 10 anos, fazer um concerto nesta noite, tentando desta forma introduzir esta data como sendo a noite de Moonspell. O mote da noite, era Wolfheart, o primeiro álbum da banda lançado em 1995.

Ao chegar ao local a fila tinha já tendência para aumentar, tal era a afluência ao espaço. Podíamos encontrar alguns mascarados de zombies e criaturas fantásticas, que calmamente aguardavam a sua entrada no local. Ao entrar, verifiquei que já havia bastantes pessoas que se iam acomodando junto ao palco e nas filas da frente dos dois balcões, prevendo-se que iria chegar ao limite.

No palco, uma cortina gigante reflectia as fotos da banda tiradas na década de 90, altura em que foi lançado o álbum Wolfheart. Às 22h o Incrível Almadense estava lotado e sentia-se a ansiedade pela entrada de Moonspell no palco. Por entre o som de guitarras, numa última afinação do check sound, o público assobiava e reclamava da entrada tardia da banda em palco.
Foi quando se ouviu o início da música “I'll see you in my dreams” que o público respondeu com a ansiedade estampada nas vozes, prenunciando a eminente entrada da banda. Foi pouco tempo depois que se ouviu uma voz anunciar: “Bem vindos à noite do lobo, a noite do Wolfheart. Estão prontos? Senhoras e senhores, lobas e lobos desta imensa alcateia, eis, os Moonspell!”.

O som inicial de “Wolfshade” invadiu o espaço e foi perceptível, por trás da cortina, a entrada dos músicos. Quando a cortina foi aberta, Fernando Ribeiro, vocalista, entrou em palco e o público saudou-o com ovação geral. Foi dado o início a um concerto intenso desde o primeiro instante. O público esteve sempre presente, cantando, gritando, aplaudindo e vivendo com energia cada momento. A banda, como prometido, foi tocando as músicas pela sequência exacta do álbum “Wolfheart”. Fernando Ribeiro foi puxando pelo público, com frases tais como “Almadense, vamos lá” e o público ia respondendo às suas investidas como um mar humano cantando em uníssono.
Após a música “Lua D’Inverno”, houve um momento em que o vocalista disse que este concerto era dedicado a todos os fãs de Moonspell, aos verdadeiros fãs, aqueles que fizeram do “Wolfheart” aquilo que ele é, chamando-os de alcateia.

Foi após a “Trebaruna” que os Moonspell acrescentaram “Ataegina”, música esta que não está na primeira edição do álbum em questão. Fernando justificou isso com o motivo que a editora alemã deu no momento para a não incorporação da mesma, rotulando-a como “uma espécie de ‘drinking music’ nacional”.

Fernando, trajando nesse momento um casaco apelando ao aspecto vampírico, cantou “Vampiria”. Este foi um tema bem reconhecido pelo público visto ser um tema habitual nos seus concertos. Deram por terminada a primeira parte com o considerado hino da banda, “Alma Mater”. Este tema teve como convidado especial o guitarrista que o gravou originalmente, Tanngrisnir.

Após um breve intervalo, subiram ao palco as dançarinas de Gothic Bellydance, “Ignis Fatuus Luna”, dançando o início da música “Tenebrarum Oratorium I”, extraído do EP Under the Moonspell, desencadeando uma segunda parte igualmente cheia de intensidade, com temas bem conhecidos dos fãs, tais como Opium e Mephisto.

Imediatamente antes de darem o concerto por terminado, Fernando Ribeiro fez os devidos agradecimentos à organização, ao regresso ao espaço mítico que é o Incrível Almadense, às dançarinas, ao guitarrista convidado e a todos os fãs presentes que tornaram esse momento possível. Falou igualmente no lançamento do novo álbum, que está previsto para a primavera de 2012, fazendo uma pequena brincadeira com a música “Ace of Spades” dos Mötorhead, dizendo que era parte de um dos novos temas. Consideraram-no como um dos melhores trabalhos realizados pela banda e esperam que também assim seja considerado pelo público.

Terminaram em grande com os fãs a cantarem em uníssono uma das músicas emblemáticas da banda, “Fullmoon Madness”. Após o seu término, uma ovação geral encheu o espaço e apesar de aclamarem pela banda, esta despediu-se prolongadamente, juntando todos os intervenientes, mas já não regressou.

Após o concerto seguiu-se um after-show com a banda Opus Diabolicum, aqueles a quem o Fernando, ainda em palco, anunciou como sendo os seus delfins. O after-show decorreu no cine-teatro da Incrível Almadense e contou com a presença de alguns convidados especiais e amigos da banda. Num ambiente calmo e intimista, a banda tocou vários temas dos Moonspell e contou ainda com uma música original inspirada neles. Fernando Ribeiro e Mike Gaspar subiram ao palco na música Alma Mater e num improviso cantaram o tema com os Opus.

Foi dada por terminada uma noite em grande, intensa e repleta de misticismo e alma.
Reportagem por: Miriam Mateus
Fotos: Nádia Dias (Nádia Dias Photography)

Para mais fotos clica aqui (página da Rádio no Facebook):

Setlist :
Wolfshade
Love Crimes
Of Dream and Drama
Lua D'Inverno
Trebaruna
Ataegina
Vampiria
An Erotic Alchemy
Alma Mater
-------
Tenebrarum Oratorium (Andamento I)
Opus Diabolicum
Goat On Fire
Opium
Awake!
Raven Claws
Mephisto
Fullmoon Madness

Veja também: